Logo con letras
favorite

Colabore

História


O projeto Yoga na Maré foi criado em agosto de 2015 e tem como principal objetivo a promoção de uma cultura de paz e a melhoria do estado de saúde físico e mental dos/as moradores/as do Complexo da Maré. A partir de uma perspectiva inclusiva, são oferecidas aulas diferenciadas de yoga, adaptadas às necessidades e expectativas de cada um/a, bem como aulões dentro da Maré e em diferentes espaços da cidade.

O projeto começou com cerca de 20 alunos/as e atualmente conta com mais de 100 praticantes, de diferentes faixas etárias. As aulas são oferecidas gratuitamente pela professora Ana Olívia, duas vezes por semana, em diferentes favelas do Complexo da Maré, em espaços cedidos pela ONG Redes de Desenvolvimento da Maré, pelo Centro de Artes da Maré e pela Clínica da Família Adib Jatene.

Além das aulas gratuitas de yoga, desde julho de 2017 o projeto oferece também o atendimento com sessões individuais de yoga massagem ayurvédica, a um preço social, como parte de um processo terapêutico a nível físico, emocional e energético.

Não contando com financiamento desde a sua criação, o Yoga na Maré recebeu doações de tapetes de yoga usados de diversos apoiadores individuais e, em julho de 2016, lançou uma almofada terapêutica para os olhos, produzida por uma das alunas, a fim de arrecadar recursos e divulgar o projeto. Com a venda desse produto, realizou-se, em novembro de 2016, o primeiro retiro de yoga e meditação, na Serra de Petrópolis, com cerca de 30 praticantes.

Em setembro de 2017, o projeto lançou uma linha de camisetas esportivas, bem como uma campanha de financiamento coletivo, com o objetivo de arrecadar dinheiro para os dois retiros que se realizaram em novembro do mesmo ano.


Além das aulas semanais, do atendimento com sessões de yoga massagem ayurvédica e dos três retiros, o Yoga na Maré realiza, também, aulões em diferentes espaços da cidade, como a Lagoa Rodrigo de Freitas, o Parque Lage, o Museu do Amanhã, o Aterro do Flamengo, o Forte do Leme, a Ilha de Paquetá e a praia de Itacoatiara. Estes eventos são abertos ao público e servem, tanto como excursão para os/as participantes do projeto, como uma forma de integração das pessoas da Maré com moradores/as de outros bairros da cidade. Através do yoga, pretende-se, também, quebrar fronteiras e preconceitos, e os aulões têm sido uma das formas de atingir esse propósito.

Outro objetivo importante do projeto é a promoção de uma alimentação saudável e as mudanças observadas desde o início são significativas. Tanto nos aulões, nos quais se compartilha um lanche de confraternização, como em vários cafés da manhã realizados depois das aulas, a professora tem incentivado paulatinamente a escolha por alimentos frescos e saudáveis, além de saborosos e mais econômicos. Atualmente, dois anos e meio após o primeiro lanche compartilhado, os/as alunos/as demonstram mais consciência e interesse em uma alimentação saudável e equilibrada.

O Yoga na Maré busca ser um espaço de inclusão, tanto das pessoas que desejam praticar e aprofundar os seus conhecimentos sobre o yoga, como daquelas que nunca se imaginaram dedicando-se a essa prática milenar, seja por limitações físicas, de saúde ou financeiras. Independentemente do estatuto econômico, idade, gênero, educação, raça, condição física e econômica, o projeto pretende usar o yoga como ferramenta de transformação da percepção da vida e de promoção de uma cultura de paz e de bem-estar.

Nesse sentido, para além da prática em sala de aula, o Yoga na Maré pretende difundir e democratizar o Yoga através de uma formação de professores/as dentro da comunidade. O curso de formação será especialmente idealizado para os/as praticantes que tenham interesse em aprofundar os seus conhecimentos e desejem transmiti-los, lecionando nas aulas do próprio projeto e em outros estúdios e academias da cidade, garantindo, assim, um efeito multiplicador. Para alcançar essa meta, o Yoga na Maré necessita de apoio financeiro!